Bugres ________________________________________________ CAPÍTULO II Ligeiras informações. Capitão da Mão Branca. Fundação de Fila...

O desbravamento das selvas do Rio Doce (Memórias) - Bugres II

12/01/2015 0 Comentários

Bugres

________________________________________________

CAPÍTULO II


Ligeiras informações. Capitão da Mão Branca. Fundação de Filadélfia. Companhia do Mucuri. Carro tirado a bestas. Liquidação da Companhia. Imprensa da Corte.

Não pretendemos fazer uma síntese das publicações dos cientistas que visitaram os Rios Doce, Mucuri e outros no século dezenove nem das tentativas de colonizar a extensa área coberta de mata e ocupada pelos aborígines a que já nos referimos. Se isto fizéssemos, teríamos que escrever obra de grande vulto ultrapassando o nosso objetivo. Daremos ligeiras informações sobre a fundação de Filadélfia, a Companhia do Mucuri, e a ação civilizadora dos Capuchinhos em Itambacuri.

Teófilo Otoni, o Pogirum, o capitão da Mão Branca,[ 135 ] cuja bondade já se havia espraiado entre os Nac-ne-nucs porque Ihes dava "presentes e lhes defendia a liberdade"[ 136 ] consegue convencer a Poton, um dos caciques da tribo, que se chamando ele Otoni eram parentes, e "através de uma absurda etimologia, Pogirum extrai Otoni de Potone",[ 137 ] e o cacique radiando alegria e convencido exclama: "Traga os mais parentes que as terras são muitas e chegam para todos."[ 138 ] Estabelecida com os Nac-ne--nucs a paz e organizada a planta da cidade de Filadélfia por Cristiano Otoni[ 139 ] assiste Pogirum, em 7 de setembro de 1853 "com a possível solenidade", ao alinhamento pelo engenheiro Scholobach de uma rua na direção norte-sul com meia légua de comprimento[ 140 ] e, em relatório dois anos depois, Otoni anuncia: "Filadélfia já mostra as feições de um povoado nascente."[ 141 ]

Lançados os fundamentos da cidade era imprescindível que lhe fossem facilitadas comunicações permanentes com outros núcleos mineiros de povoação, para que fossem os produtos do solo ubérrimo exportados, e importadas as utilidades de que carecesse.

Nesse sentido os planos de Teófilo Otoni são amplos, grandiosos. Ele quer também saída para o mar e, para isto conseguir, organiza a Companhia do Mucuri, que constrói a estrada de rodagem de Santa Clara a Filadélfia, desobstrui o Rio Mucuri e em 23 de agosto de 1857 Otoni chega a Filadélfia não a cavalo, mas "no seu carro de quatro rodas, tirado a bestas, pela magnífica rodovia Santa Clara-Filadélfia".[ 142 ]

Lutou com a malária. Com o lema "não atirar sobre os selvagens, ainda que agredido",[ 143 ] venceu-os pela bondade reconhecida e proclamada pelo Capitão Giporaque que propalou: Paquejú ê rehê.[ 144 ] (capitão Grande é muito bom!)

Teófilo Otoni, por motivos que não explanaremos, é obrigado a liquidar a Companhia Mucuri o que foi, "na verdade, um estranho fim, absurdo e paradoxal".[ 145 ] Ela não se esvaiu em desacertos da administração: "morria de pletora, estudante de vida."[ 146 ]

Construindo a estrada de rodagem de Santa Clara a Filadélfia, coleando a margem direita do Mucuri, demarcou Teófilo Otoni, ao norte do Rio Doce, a extensa área habitada pelos índios que, exasperados pela ausência de seu querido Capitão Pogirum, se revoltaram implantando o terror na região através de crimes hediondos e, em 1861, os Capitães Meck-meck, Pojichá e Juquirana enchem o noticiário da imprensa da Corte... com suas tropelias.[ 147 ]


_____________________________

NOTAS


[ 135 ] Paulo Pinheiro Chagas, Teófilo Otoni, p. 196.
[ 136 ] Id. ib., p. 197.
[ 137 ] Id. ib., p. 197.
[ 138 ] Id. ib., p. 197.
[ 139 ] Id. ib., p. 205.
[ 140 ] Id. ib., p. 205.
[ 141 ] Id. ib., p. 206.
[ 142 ] Paulo Pinheiro Chagas, obra citada, p. 208.
[ 143 ] Id. ib., p. 191.
[ 144 ] Id. ib., p. 195.
[ 145 ] Id. ib., p. 249.
[ 146 ] Id. ib., p. 249.
[ 147 ] Id. ib., p. 205.


[Reprodução da primeira edição publicada pela Livraria e Editora José Olympio, Rio de Janeiro, em 1959, como parte da Coleção Documentos Brasileiros. Publicado originalmente no site em 2004.]

Ceciliano Abel de Almeida (autor) foi engenheiro da Estrada de Ferro Vitória a Minas, tendo trabalhado nos primórdios de sua construção, sendo também responsável por importantes obras de infraestrutura no Estado. Foi o primeiro prefeito de Vitória, ES, professor de ensino secundário no Ginásio Espírito Santo e primeiro reitor da Universidade do Espírito Santo, quando de sua fundação como instituição estadual.

Estação Capixaba

Estação Capixaba é o site voltado para a cultura, história e geografia do Espírito Santo e que busca resgatar, produzir, sistematizar, preservar e divulgar informações nessas áreas, sejam elas de autores locais ou não.

0 comentários :