Vitória entra numa fase de completa remodelação. Perde diariamente o velho aspecto de província e ganha a olhos vistos foros de cidade moder...

Construção moderna

Vitória entra numa fase de completa remodelação. Perde diariamente o velho aspecto de província e ganha a olhos vistos foros de cidade moderna. É chegado, portanto, o momento propício para ditar-lhe as leis do crescimento urbano. Estas leis, em linhas gerais, dentro do possível, o governo dinâmico do doutor Florentino Avidos, ditou-as com proficiência. E o resultado magnífico não tardou a se fazer sentir. O Brasil todo está ao par da profunda modificação na cidade de Vitória.

A imprensa ainda não se cansou de tecer os justos elogios a esta metamorfose maravilhosa. Não mais temos as vielas, os becos infectos de antanho. Já podemos receber nossos hóspedes sem pejo porque a capital do Estado já é uma cidade.

Falta porém um concurso indispensável sem o qual o governo terá lutado infrutiferamente: a compreensão dos proprietários.

O governo abre as ruas, alarga as praças, traça as avenidas, estende as canalizações de água e esgoto, mas compete aos proprietários edificarem as suas áreas. E o belo aspecto de uma cidade participa dos dois esforços combinados.

É preciso que governo e povo se unam para um mesmo fim.

Aliás o fenômeno é sempre o mesmo. Em todas as atividades é preciso a mais perfeita comunhão de idéias entre governo e povo, do contrário é a desordem, o desmando, a confusão, o caos.

Destarte, Vitória, para continuar a bela rota iniciada não carece mais do que um pequeno capricho de sua população. Construir bem e em estilo. O belo não encarece a obra, ao contrário, a valoriza pelo aspecto arquitetônico de suas peças.

Para isso é preciso saber escolher o arquiteto e o construtor.

É tempo de se acabar com o mestre de obras leigo.

A arte de construir evoluiu como tudo mais na vida dos povos. As construções hoje assumiram um caráter mais complexo do que a era colonial, complexidade essa que só um técnico pode analisar.


[DERENZI, Luiz Serafim. Construção moderna. In Diário da Manhã, setembro de 1922. Reprodução autorizada pela família Avancini Derenzi.]

---------
© 2001 Texto com direitos autorais em vigor. A utilização / divulgação sem prévia autorização dos detentores configura violação à lei de direitos autorais e desrespeito aos serviços de preparação para publicação.
---------

Luiz Serafim Derenzi nasceu em Vitória a 20/3/1898 e faleceu no Rio a 29/4/1977. Formado em Engenharia Civil, participou de muitos projetos importantes nessa área em nosso Estado e fora dele. (Para obter mais informações sobre o autor e outros textos de sua autoria publicados neste site, clique aqui)

Estação Capixaba

Estação Capixaba é o site voltado para a cultura, história e geografia do Espírito Santo e que busca resgatar, produzir, sistematizar, preservar e divulgar informações nessas áreas, sejam elas de autores locais ou não.

0 comentários :