A ortografia e a pontuação de Memórias do passado sofreram atualização, bem como alterou-se a disposição de alguns de seus parágrafos. Fora...

Explicação

A ortografia e a pontuação de Memórias do passado sofreram atualização, bem como alterou-se a disposição de alguns de seus parágrafos. Foram encontrados e corrigidos muitos desacertos de concordância, atribuíveis ao próprio autor ou a erros tipográficos. Acrescentaram-se palavras entre colchetes, objetivando melhor compreensão da obra. Reinaldo Santos Neves e eu compartilhamos a realização destas atividades.

Certas notas ao texto procuram apresentar informações complementares sobre fatos, pessoas e lugares, quase todos relativos a Vitória, e para elaborá-las consultei diversos livros, já mencionados no “Estudo sobre a Autoria da Obra”. Outras notas buscam esclarecer o significado das palavras de emprego raro hoje em dia. ou utilizadas com acepção diversa da atual. Para tanto, mesmo sem ter êxito completo na empreitada, utilizei bastante o Dicionário Aurélio Eletrônico, versão 2.0, Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1996, baseado no Novo Dicionário da Língua Portuguesa de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira e, em menor escala, o Dicionário Histórico das Palavras Portuguesas de Origem Tupi de Antônio Geraldo da Cunha, São Paulo, Melhoramentos, 1982. Reinaldo contribuiu para elucidar o sentido de alguns termos, consultando os velhos dicionários de Cândido de Figueiredo, Domingos Vieira e Laudelino Freire, bem como um Nouveau Larousse Illustré da virada do século.

Não se consignou nota para as palavras dicionarizadas e julgadas de fácil entendimento pelo contexto em que estão empregadas. Mas tudo ocorreu cum grano salis e sem rigor excessivo: algumas palavras não mereciam destaque em notas e o tiveram; outras, talvez, necessitassem uma anotação que não está presente. Determinadas escolhas pressupõem uma carga de subjetividade muito grande.

Vários vocábulos anacrônicos (omnibus, velocípedes) foram mantidos para preservar o sabor de época do texto. A tradução das expressões latinas foi por mim esboçada, mas de fato realizada por Reinaldo Santos Neves e Luiz Busatto.

As notas grafadas com (*) são do próprio autor.

Fernando Achiamé

---------
© 1999 Texto com direitos autorais em vigor. A utilização / divulgação sem prévia autorização dos detentores configura violação à lei de direitos autorais e desrespeito aos serviços de preparação para publicação.
---------

Fernando Achiamé nasceu em Colatina, ES, em 22/02/1950 e fixou-se em Vitória a partir de 1955. Formado em história pela Universidade Federal do Espírito Santo e em língua e literatura francesas pela Universidade de Nancy II (Pela Aliança Francesa do Brasil). Especialista em arquivos pela Ufes. (Para obter mais informações sobre o autor e outros textos de sua autoria publicados neste site, clique aqui)

Estação Capixaba

Estação Capixaba é o site voltado para a cultura, história e geografia do Espírito Santo e que busca resgatar, produzir, sistematizar, preservar e divulgar informações nessas áreas, sejam elas de autores locais ou não.

0 comentários :